O QUE É AUTENTICAÇÃO DE CÓPIAS?


A autenticação de um documento, é a forma pela qual a cópia de um documento adquire validade de original, onde o Tabelião atesta que a cópia autenticada é fiel, idêntica ao original, e por isso, tem a mesma validade que ele. Podem ser autenticados, dentre outras cópias de documentos: a) extratos bancários, inclusive os emitidos por impressão térmica; b) parte ou partes de um documento quando seu conteúdo for relevante e possa produzir efeitos jurídicos isoladamente, hipótese em que o Tabelião de Notas deverá apor a ressalva: “a presente cópia é parte de um documento”; c) parte ou partes de um processo judicial, formal de partilha, carta de arrematação, carta de adjudicação, dentre outros, quando contenha a rubrica do supervisor ou do coordenador de serviço, caso em que o Tabelião de Notas deverá apor a ressalva: “a presente cópia é parte de um documento judicial”; d) certidões expedidas por órgãos administrativos que contenham cópias autenticadas por estes. É vedado autenticar documentos já autenticados pelo Juízos e Tribunais. Não podem ser autenticados, dentre outros documentos: a) os transmitidos por fac-símile, exceto os que contenham assinatura inserida após a recepção do documento; b) parte ou partes de documentos cuja compreensão de seu conteúdo dependa de sua leitura integral; c) documentos escritos a lápis ou outro meio de impressão delével; d) documentos alterados com tinta corretiva, quando a correção implique substancial alteração do conteúdo do documento (nome completo, datas, valores, etc.); e) mensagens eletrônicas (e-mails * Importante: Não se pode autenticar cópia de cópia autenticada. Somente de documentos originais.
Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados.